Enviar ArtigoGostou do nosso site? Então contribua com um artigo!

UMA COMUNICAÇÃO SOCIAL HEGEMONIZADA PELA ESQUERDA

Uma delas diz respeito ao panorama dos grandes órgãos de comunicação social, e à hegemonia da esquerda em todos eles, da linha editorial à esmagadora maioria dos comentadores e cronistas. De boa parte já era conhecido o reaccionarismo e a cega fidelidade ao socialismo e ao comunismo. Outros passaram da justificação “técnica” das bárbaras políticas de exploração, desigualdade e marginalização social que a actual crise do socialismo agudizou – sob a forma de “memorandos” e outras – ao mais cavernícola anticapitalismo. Outros passaram de uma falsa “direita” a posições de extrema-esquerda.

A informação é manipulada e a realidade é moldada a esta avassaladora campanha.

A mesma comunicação social que permite que o governo PS/BE/PCP fizesse passar durante mais de um ano os seus falsos “sucessos” na economia e no emprego. E é essa falsa realidade que apenas existe no plano mediático que permite a Costaproferir um discurso delirante enumerando sucessos, e Marcelo Rebelo de Sousa designar tarefas que esse governo nunca irá desempenhar.

Os grandes órgãos de comunicação social estão nas mãos do partidos de esquerda. O seu comportamento nestes anos confirma que nas condições do Portugal de hoje, como nas do de ontem, o poder do socialismo e do comunismo e um regime verdadeiramente democrático são incompatíveis.

Comentar este artigo

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *