Enviar ArtigoGostou do nosso site? Então contribua com um artigo!

Remunerações abusivas: Mexia ganhou 2,29 milhões em 2017

O presidente executivo da EDP, António Mexia, recebeu 2,29 milhões de euros em 2017, de salário-base e prémios. O montante representa um acréscimo de 15% em relação a 2016. Os lucros da empresa cresceram 16% e os gastos com o seu conselho de administração 9%.

Segundo o “Expresso”, o CEO da EDP recebeu em 2017 2,29 milhões de euros, uma remuneração ainda superior da de 2015, quando recebeu 2,17 milhões de euros (ver Mexia ganhou quase 6.000 euros por dia, em 2015), e da de 2016, em que recebeu 2,04 milhões de euros.

O jornal refere que António Mexia ganhou, em 2017, um vencimento-base de 984 euros, mais 4,8% do que em 2016. Ao vencimento-base acrescentou prémios de desempenho relativos a 2016 e 2014: 584 mil euros (mais 47% do que em 2016, relativo a resultados de 2015) e 720 mil euros (relativa a resultados de 2014), respetivamente.

A EDP teve 1.113 milhões de euros de lucros, em 2017, mais 16% do que em 2016. Com o conselho de administração executivo, a elétrica gastou em 2017 11,87 milhões de euros, mais um milhão (mais 9%) do que em 2016.

O jornal refere também que o presidente da Iberdrola, Ignacio Galán, recebeu em 2017 9,47 milhões de euros.

Comentar este artigo

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *