Enviar ArtigoGostou do nosso site? Então contribua com um artigo!

Paulo Morais: “Não há recursos. Mas para as PPP há sempre dinheiro”

O Estado irá pagar em 2017 cerca de 2 000 000 000 – Dois Mil milhões de euros em Parcerias Público Privadas ruinosas.

Enquanto isso, as escolas públicas estão sem manutenção, chove no seu interior, como na Alexandre Herculano. Há mais de um milhão de portugueses em situação de desemprego ou subemprego, metade dos cidadãos não conseguem sair da pobreza, há mais de cem mil que recebem, a trabalhar, pouco mais de trezentos euros. Não há recursos para tratar destes dramas. Mas para os concessionários das PPP há sempre dinheiro.

Para garantir rentabilidades anuais superiores a 10% e mais, verdadeiras tenças – os concessionários compram os políticos que for preciso dos vários partidos. Só na maior, na Mota Engil, trabalham Paulo Portas, Jorge Coelho, Valente de Oliveira, Lobo Xavier, Seixas da Costa… que garantem que as forças políticas jamais incomodarão os concessionários das PPP, por muito que seja o prejuízo do Povo Português.

Paulo Morais

Comentar este artigo

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *