Enviar ArtigoGostou do nosso site? Então contribua com um artigo!

Negócio do plasma lesou o Estado em 100 milhões euros por ano

O antigo presidente do INEM e da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, o médico Luís Cunha Ribeiro, foi detido nesta terça-feira, pela Polícia Judiciária, por suspeita de corrupção.

Os crimes de corrupção, recebimento indevido de vantagem e branqueamento de capitais podem ter durado desde 1999 até ao ano passado.

O Ministério Público acredita que o Estado pode ter sido lesado em cerca de 100 milhões de euros.

Bastonário dos Médicos diz que negócio do plasma já era falado há alguns anos.

Comentar este artigo

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *