Enviar ArtigoGostou do nosso site? Então contribua com um artigo!

Moçambique admite desvios da ajuda às vítimas do ciclone Idai

O Governo moçambicano reforça a fiscalização na distribuição de alimentos.

O Instituto Nacional de Gestão de Calamidades (INGC) moçambicano anunciou que vai reforçar a fiscalização na distribuição de alimentos às comunidades afetadas pelo ciclone Idai, quando aumentam denúncias de desvios de donativos.

APELO PARA QUE DESVIOS SEJAM DENUNCIADOS

De acordo com a diretora-geral do INGC, Augusta Maita, o Governo moçambicano vai ser apoiado pelas equipas do Programa Alimentar Mundial (PAM).

“Nós estamos a trabalhar e ao nível da reunião de coordenação chegámos à conclusão de que por causa do histórico que temos e por causa da fase, que é mais de assistência alimentar, a organização que tem mais condições de nos apoiar, sobretudo também por causa da experiência logística que tem, é o PAM. Então, nós estamos já trabalhar com o PAM nesse sentido”, disse Augusta Maita.

A diretora-geral do INGC apelou aos moçambicanos para que denunciem casos de desvios de donativos, considerando que a assistência às populações afetadas tem sido um “processo absolutamente complexo”.

“Ajudem-nos a monitorar, ajudem-nos a controlar, ajudem-nos a vigiar e deem-nos informação concreta sobre se há elementos de prova que digam que as pessoas estão a roubar, que é para nós agirmos”.

Fonte: SIC Noticias

Comentar este artigo

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *