Enviar ArtigoGostou do nosso site? Então contribua com um artigo!

Ministro socialista da Grécia condenado a perpétua por desvio de 53 milhões. E em Portugal?

Em causa está o desvio de dinheiros públicos. O antigo autarca liderou um desfalque de 52 milhões de euros dos cofres da segunda maior autarquia da Grécia. Este é o primeiro grande caso de corrupção política a ser julgado desde o início da crise financeira na Grécia.” «

“Ex-presidente da câmara e outros dois elementos fizeram desaparecer 51,4 milhões de euros. Vários altos responsáveis e funcionários da câmara de Salónica foram julgados neste processo, que demorou cerca de dois meses a ter um veredito.” fonte

O Ministro Grego que esteve envolvido na compra dos submarinos, (caso semelhante ao de Portugal, que envolveu subornos de 30 milhões e condições que lesaram os portugueses), já foi condenado…

Ex-ministro da Defesa grego condenado a 20 anos de prisão

Akis Tsohatzopoulos, foi condenado hoje em Atenas a 20 anos de prisão efetiva por branqueamento de dinheiro no âmbito de contratos de armamento, num processo que se prolongou durante meses. FONTE

– “Banqueiro espanhol Miguel Blesa na prisão sem fiança. O ex-presidente da Caja Madrid Miguel Blesa voltou a ser enviado para a prisão, desta vez sem fiança, acusado de cometer diversas irregularidades aquando da compra do banco de Miami City National Bank.”

Corrupção urbanística em Marbella punida com prisão e milhões de euros em multas.O ex-assessor de Urbanismo na Autarquia de Marbella (Espanha) e alegado “cérebro” de uma vasta rede de corrupção foi condenado a 11 anos de prisão e a uma multa de 240 milhões de euros.

– Em Portugal, roubar 53 milhões, é normal.

Dá direito a manter negócios com o estado, e ser apoiado pelo estado e ainda receber medalhas. Tal é o desplante!!
Só no caso BPN, foram detectados desvios de diversos valores que rondam ou mesmo superam os 53 milhões, e em breve todos os autores do crime serão ilibados porque a nossa justiça conhece os procedimentos necessários para ilibar corruptos, e os crimes irão prescrever ou ter um outro qualquer final feliz, para os arguidos.

Destruir provas, ocultar provas, prescrever processos, anular processos, atrasar, etc etc etc. O importante é não haver políticos, ex políticos e amigos, nas prisões.

Rejeitar provas é outra forma de ilibar,
Deixar prescrever é das mais comuns,
Não ouvir as testemunhas,
Esquecer-se de pagar a taxa ao tribunal, anulando o processo.

– “Anexo do processo BPN, desapareceu do DCIAP. A falta destes documentos essenciais para a defesa já terá mesmo motivado reclamações para o Tribunal Central de Investigação Criminal (TCIC)” Ponto nrº 69

Esta é de bradar aos céus.
– “BPN: processo está atrasado porque computador do juiz é velho. Processo que vale milhões está em banho-maria devido a um mero computador que, diz o juiz, está «obsoleto»” 2012-06-06

– “Ex-ministro socialista da Saúde Arlindo Carvalho e o seu sócio José Neto, acusados de terem ficado indevidamente com mais de 80 milhões de euros do BPN” nrº 63 deste link

– “Estado assume divida. A dívida de António Araújo, que resulta de um crédito do BPN ascendia a 9,7 milhões de euros” nrº 61 do link

Comentar este artigo

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *