Enviar ArtigoGostou do nosso site? Então contribua com um artigo!

Médicos do hospital de São João suspensos após retirarem mama saudável a paciente

Uma mulher acusou o Hospital de São João, no Porto, de negligência médica em 2016, acusando os médicos de terem tirado a mama esquerda sem terem pedido autorização.

Susana Tomé apresentou queixa à administração do hospital público e, na sequência, os médicos terão sido punidos com vários dias de suspensão.

Mas agora, Susana Tomé já fez saber que irá avançar um processo cível contra os médicos, no Tribunal Administrativo do Porto.

“Apenas dei o meu consentimento para que me fizessem uma mastectomia à mama direita e respetiva reconstrução. Na mama esquerda iria ser colocada uma prótese para que os seios ficassem simétricos”, explicou Susana Tomé ao Correio da Manhã.

A mulher descobriu que tinha cancro na mama direita em 2010, tendo sido operada. Seis anos depois decidiu fazer a reconstrução. Na altura, o médico sugeriu que fizesse uma mastectomia dos dois lados, mas Susana Tomé não aceitou. ” Iria ser um abalo psicológico muito forte. Contra a minha vontade o hospital fez exatamente isso”, explicou a paciente.

Segundo Susana Tomé, o médico chegou a admitir que tinha ocorrido um erro. “O médico disse-me que houve um erro de informação, mas até hoje ninguém me pediu sequer desculpa”, contou.

A mulher alega ainda que a reconstrução à mama direita não ocorreu como era esperado e que ficou com o peito deformado.

Fonte: SOL

Comentar este artigo

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *