Enviar ArtigoGostou do nosso site? Então contribua com um artigo!

Mais de 1 milhão por dia suga aos contribuintes o parasita RTP

Após ler a compilação das noticias abaixo citadas, sobressai uma simples conclusão – A RTP não é um serviço público mas um parasita público, dos portugueses.

Alguém acha normal que as TV´s privadas tenham lucros exorbitantes, mesmo sem apoio do estado, e a RTP com apoio do estado, não consegue dar lucro?

A RTP é gerida como se os seus gestores a quisessem falir. O povo paga os buracos e o Relvas não quis incomodar os privados.

– Deixam as partes lucrativas paras as privadas.
– Abdicam de mercados lucrativos
– Estão impedidos de ser competitivos, tendo apenas direito a metade do tempo dedicado a publicidade, que as privadas.

Como podem estes senhores impor à RTP regras mais duras e menos lucrativas? Isso é certamente negociar contratos, lesando o interesse público. Não acredita, veja nesta Actualização, as palavras do Relvas a reconhecer que se recusa a permitir que a RTP prejudique as privadas…. Já o inverso… é totalmente permitido? (29/3/12)

Após sucessivas noticias ao longo dos anos, referindo-se à RTP como receptora de subsídios estatais de muitos milhões de euros mais as taxas da conta da EDP… Eis que surge uma noticia inesperada no contexto a que já nos tínhamos habituado.

De repente no caos fez-se luz… a RTP ficou repleta de gestores competentes e começa a dar lucros!!!!… para alegria de todos.

Noticias à medida das necessidades!?

ÚLTIMA HORA: RTP DÁ LUCRO (contabilidade criativa) ” O resultado líquido da RTP aumentou 1,5 milhões de euros, para 24 milhões de euros, no primeiro semestre de 2011(…)Face a 2010, os rendimentos e ganhos cresceram 7,5 milhões para 164,9 milhões de euros, quando os gastos e perdas decresceram 14,5 milhões de euros”.

ANTES, E AO LONGO DOS ÚLTIMOS TEMPOS O QUE SE TRANSMITIA NOS ORGÃOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL : RTP, PARASITA DOS PORTUGUESES

RTP parasita portugueses”Francisco Pinto Balsemão lembra os 250 milhões de euros que a RTP recebe, por ano, de subsídios estatais.”

“Entre taxa encapotada, financiamento oficial e publicidade, a televisão do Estado recebe anualmente 264 milhões de euros – uma verba que ultrapassa o orçamento do Ministério da Cultura. Mesmo assim, dá um prejuízo de 47 milhões. Para onde vai, afinal, o dinheiro do contribuinte?”A factura da EDP chega a todas as casas com electricidade em Portugal. Na conta, em letra miúda, figura um valor com a descrição ambígua de “Contribuição audiovisual”: 1,84 euros..”Em 2008, os portugueses pagaram à RTP 104 milhões de euros nesta taxa de televisão escondida nos recibos da electricidade.Mas não bastou: generoso, o Governo concedeu-lhe ainda mais 160 milhões de euros antes de impostos”.

“A televisão pública vai receber 89 milhões de euros (sem IVA) de indemnizações compensatórias, menos 32 milhões que em 2010. A Lusa, por outro lado, vai receber 18 milhões de euros (valor com IVA), mais cerca de 660 mil euros que em 2010.”

“A RTP e os operadores de transportes públicos, do Estado e privados, foram os principais responsáveis por este aumento dos subsídios ao sector empresarial, que se fixaram em 497 milhões de euros. A televisão pública beneficiou de uma subida de 2,7 milhões de euros. Ao mesmo tempo, e até ao terceiro trimestre, a RTP tinha recebido 88,15 milhões de euros em dotações de capital. Tudo junto dá 234 milhões de euros de transferências do Estado, o que compara com os 205,5 milhões de euros pagos à RTP o ano passado.A estes números serão ainda somados os 134,4 milhões de euros de receita da taxa audiovisual paga na factura eléctrica. No âmbito do pacote de medidas de austeridade para o Orçamento para 2011, aumento de 30% da taxa audiovisual representará por isso mais cerca de 40 milhões de euros, a pagar pelos portugueses através da factura de electricidade.”

“A estação pública vai receber mais 62 milhões do Estado, através de um aumento de capital que compensa o pagamento da dívida. Desde 2000, recebeu 2,4 mil milhões de euros dos cofres públicos. O Estado continua a injectar capital na estação pública de televisão, com o objectivo de a compensar pelo facto de as receitas comerciais se destinarem ao pagamento da dívida da empresa.”

“A empresa pública que recebe mais dinheiro do Estado é a RTP. Para assegurar que a RTP preste serviço público, o Estado transferiu em 2009, qualquer coisa como 143 milhões de euros para a televisão, mais um milhão do que em 2008. No total a RTP absorveu um terço do total destas indemnizações, mais do que a TAP (9 milhões de euros), a CP (34,7 milhões de euros), a Carris (54 milhões de euros), o Metro de Lisboa (28 milhões de euros) e o Metro do Porto (12,5 milhões de euros).

” 1,2 milhões para assessoria na RTP. Valor pago em quatro meses próximo do total de 2012 e início de 2013″.

UMA EMPRESA que presta serviço público?
– O melhor serviço público que deveria prestar, era deixar parasitar os nossos impostos.
– Pagar ás suas pseudo vedetas os ordenados de luxo, com os lucros, em vez de usar os impostos cobrados ao povo.
– Podiam ainda fazer o serviço público de perguntar ao PÚBLICO se estão dispostos a pagar por uma TV que de público apenas tem as injecções de milhões do erário PÚBLICO.

É o desmazelo…

Querem um canal público? Comprem um horário em cada canal das privadas e façam lá o vosso serviço público. Certamente fica mais barato e acaba-se com os canais ao serviço dos partidos do governo. E o albergue de boys – Tendenciosos, duvidosos e dispendiosos.

Vedetas são as que conquistam audiências por mérito próprio, e não os que nos são impingidos e ainda lesam aos nossos impostos.

Comentar este artigo

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *