Enviar ArtigoGostou do nosso site? Então contribua com um artigo!

Hospitais: doentes ficaram dois dias sem comida e medicação

A denúncia foi da bastonária da Ordem dos Enfermeiros, Ana Rita Cavaco, num debate no Porto

A bastonária da Ordem dos Enfermeiros denunciou que num hospital, doentes ficaram à fome e sem tomarem a medicação durante dois dias. “Faltam enfermeiros e faltam recursos. Falta material, falta pessoas para darem de comer a estes doentes, e portanto chegam-nos relatos de doentes que estão a aguardar e que estão em observação e que não comem há dois dias ou há serviços que estão com uma afluência tão grande que não há ninguém para trazer os medicamentos. E isto é próprio de um país de terceiro mundo”, criticou Ana Rita Cavaco.

Inquirida pelo Público, a bastonária explicou que já tinha pedido satisfações ao conselho de administração do hospital em causa, preferindo não o identificar.

Num debate no Porto promovido pela secção norte da Ordem dos Médicos, tanto enfermeiros como médicos tentaram fazer o diagnóstico do Serviço Nacional de Saúde (SNS) e concordaram que são necessários mais profissionais de saúde.

Comentar este artigo

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *