Enviar ArtigoGostou do nosso site? Então contribua com um artigo!

Constâncio recebeu mais de 2,5 milhões euros no BCE

Antigo governador do Banco de Portugal deixou o BCE no final do mês de Maio.

Vítor Constâncio, antigo governador do Banco de Portugal que esteve oito anos em Frankfurt como vice-presidente do Banco Central Europeu (BCE), recebeu nesse período mais de 2,5 milhões de euros em salários-base.

Os dados foram esta quinta-feira tornados públicos pelo BCE, que em 2018 lucrou 1 575 milhões de euros, mais 23,5% face ao ano anterior.

De acordo com o relatório e contas, Vítor Constâncio auferiu 143 360 euros em 2018, ano em que deixou o cargo.

O vice-presidente do BCE deixou a comissão executiva no final de maio, tendo sido substituído por Luis de Guindos. Em 2017, Constâncio recebeu 340 200 euros, pouco abaixo dos 396 000 pagos nesse ano a Mario Draghi, presidente do BCE.

Além dos salários, os membros da comissão executiva recebem subsídios de residência e representação. Podem ter direito a abono de lar, abono por filho a cargo e abono escolar, dependendo das circunstâncias pessoais.

Os montantes não são, contudo, discriminados. No total, a administração do BCE recebeu 835 mil euros em subsídios e abonos que se somaram aos vencimentos.

Comentar este artigo

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *