Enviar ArtigoGostou do nosso site? Então contribua com um artigo!

CGD recusa divulgar lista dos maiores devedores!

Mesmo depois da Relação obrigar a Caixa Geral de Depósitos a entregar todos os documentos requeridos pela Comissão Parlamentar, o banco público recusa-se a entregar a lista de créditos maiores por si concedidos. (sábado.pt)

****

A Caixa não dá a lista dos grandes créditos falidos – que o Governo com o nosso dinheiro já decidiu começar a pagar – porque está num “ambiente concorrencial”.

Ora as Finanças, a quem pagamos e não nos pagam nada, tem a lista de cada cêntimo que gastamos, onde, com quem, como. Vasculham cada passo que damos. E cada um de nós está, como todos os trabalhadores, num mercado concorrencial. Os banqueiros querem ter a livre iniciativa protegida do mercado concorrencial, isto é, monopólios garantidos pelo Estado. A lei para os outros, em suma.

Já agora: a Caixa é o Governo. Quer a Caixa quer o Banco de Portugal são o Governo. Ou seja, quem não dá a lista ao Governo é o…Governo. Este mito, que todos acabam por consumir acriticamente, que os reguladores e administradores públicos têm autonomia de direcção é isso, um mito.

Enquanto andamos entretidos com o desastre nuclear inexistente de Almaraz os investidores que investiram em Berardo, Vale do Lobo, Grupo Lena, Espírito Santo, Auto-estradas Douro Litoral viram os seus negócios salvos – com o nosso dinheiro, por um Governo PS, um governo de, como posso dizer, de fusão? Nada como mais uma causa da esquerda fracturante para nos distrair de tudo o que é realmente essencial e determinante para o nosso futuro. Já sei que a próxima vez que for ao hospital e faltarem enfermeiros foi pelo bem dos empreendedores que compraram acções de resorts no Algarve. Nada mau. Vejam a coisa pela lado bom, se explodir Almaraz já não vai cá estar ninguém para respirar a nuvem radioactiva.

Raquel Varela

2 Comentários

Comentar este artigo

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *