Enviar ArtigoGostou do nosso site? Então contribua com um artigo!

BANCO REESTRUTURA DÍVIDA DE 400 MILHÕES DE LUÍS FILIPE VIEIRA

Luís Filipe Vieira ganhou mais cinco anos para liquidar a dívida de quase 400 milhões de euros que tinha com o antigo Banco Espírito Santo e que passou para o Novo Banco, avança o semanário ‘Expresso’.

A maior parte da dívida diz respeito à Promovalor, empresa gerida pelo filho do presidente do Benfica, Tiago Vieira. O filho do líder benfiquista em conjunto com o vice-presidente do clube, Nuno Gaioso Ribeiro, criaram um fundo gestor de capital de risco – o Fundo de Investimento Alternativo Especializado, FIAE – que recebeu do Novo Banco a missão de rentabilizar os melhores ativos da empresa durante cinco anos, diz o jornal. Ora, o FIAE é gerido pela Capital Criativo, uma empresa fundada precisamente por Nuno Gaioso Ribeiro e da qual Tiago Vieira é acionista.

De acordo com o semanário, o fundo arrancou com um capital de 146 milhões de euros e com o Novo Banco como investidor principal. Na prática, a dívida foi reestruturada já que o prazo de pagamento foi ampliado em cinco anos. Mas o prazo ainda pode ser dilatado já que o fundo pode ser renovado. Para concretizar o negócio, a Promovalor teve de reforçar garantias e entregou ao fundo o Hotel Sheraton Reserva do Paiva, no Brasil, e o edifício Platinium, em Moçambique.

O Novo Banco fica com garantias que ultrapassam 50 por cento destes dois ativos no estrangeiro. Além destes ativos, o fundo conta ainda com mais quatro terrenos localizados em Lisboa e no Algarve.

Comentar este artigo

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *