Enviar ArtigoGostou do nosso site? Então contribua com um artigo!

As empresas públicas e o despesismo: EPAL

Num só dia, a EPAL adjudicou a três empresas 390 mil euros em viagens, noites em hotéis e aluguer de automóveis. Parece impossível, mas eis as provas… Cada uma destas imagens são prints dos contratos publicados no site do governo.
(clique nas imagens para ampliar)
viagens epal num dia

Como podem ver, recorrem a um truque usual nestes contratos, que é a divisão em parcelas e que serve para escapar ao concurso público, e, não sendo obrigados a escolher quem faz melhor preço, podem escolher as agências que quiserem… é o regabofe dos ajustes directos. Tem limite? Divide-se em 3 já ninguém nota?? E o povo dorme… sereno?
“Quais os limites previstos para os ajustes diretos?
O ajuste direto pode ser usado em empreitadas de obras públicas até 150 mil euros, compras de bens e serviços de até 75 mil euros e outros contratos até 100 mil euros. A lei permite fazer “lotes” para um mesmo fornecimento o que na prática eleva o limite legal até um milhão de euros, mas em casos excecionais. ” 

Cabazes de natal
25/1/2011 – 124 mil euros na compra de Cabazes de Natal para trabalhadores e reformados.
epal abuso dinheiro impostos

7/1/2010 foi para cabazes 123 mil euros

20/12/2011 o gasto em prendas & cabazes foi de 89 mil euros. 
 

Para ampliar as imagens, basta clicar nelas. É importante colocar imagens, dado que muitas vezes eles (governo) inutilizam os links, (vá a gente entender porquê)… Poderão constatar na imagem  que se segue (4), que a partir de 2012 baixaram a despesa com cabazes, mas nada de privações, a empresa dá lucro, há que compensar os responsáveis. 


Meio milhão de € em carros para Estradas de Portugal. 

Video onde Freitas do Amaral, denuncia o despesismo do sector público… os portugueses pagam milhares de viagens por mês, aos parasitas que nos desgovernam, que ninguém controla.
As viagens, os carros, as compras pessoais, as oficinas, o descaramento… e o povo sereno.

E CONTINUANDO
Aquisição de elementos de sinalética e mobiliário de escritório para os “Novos Laboratórios Centrais da EPAL”: 192 mil euros. É assim na EPAL

A EPAL comprou mil garrafas de vidro com o logotipo da empresa de abastecimento de água por 7.450 euros. Cada garrafa (esta conta é fácil) custou quase 7,50 euros. Para quê? A EPAL tem já um histórico de más despesas, como e o caso das centenas de euros destinados a cabazes de Natal para trabalhadores e reformados.

–A administração da EPAL, liderada por João Fidalgo, pagou uma indemnização, por rescisão amigável de contrato de trabalho, de quase 110 mil euros a Filipe Rodrigues, motorista do presidente da empresa.
–A EPAL, contratou já em plena derrapagem das contas públicas, a cunhada do primeiro-ministro (Sócrates) para assessora do conselho de administração.

Ainda a meter água… 
–ÁGUAS DE PORTUGAL, com prejuízos de 75 milhões distribui 2,3 milhões, em prémios.
O  TC estranha que numa situação económico-financeira débil se façam gastos de 4,8 milhões de euros com viaturas de serviço, prémios de incentivo, 478 mil dos quais respeitantes a combustível.
–400 viaturas topo de gama, usadas para luxos dos que gerem a Águas de Portugal.
Só um dos funcionários gasta 7 mil euros por ano, em combustível!!!!
–As PPP´s da água de Portugal.
–Águas de Portugal. Em 2010, o seu presidente (ordenado de 126.000 euros), tornou-se conhecido da opinião pública, por furar a miserável contenção de gastos, promovendo a compra numa assentada de 400 novas viaturas para a corte das Águas de Portugal. Os marajás desta empresa pública, têm mostrado que não aceitam limitações à sua tradicional prodigalidade: Em 2005, deviam ao bancos apenas 1,2 mil milhões de euros, passando em 2009, para a expressiva quantia de 2,5 mil milhões.

Comentar este artigo

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *