Enviar ArtigoGostou do nosso site? Então contribua com um artigo!

A ponte já está mais do que paga! E só haveria agora uma solução justa para desfazer este desastre financeiro para os contribuintes: a expropriação da ponte Vasco da Gama. A custo zero.

A ponte Vasco da Gama é um bem público, indevidamente entregue a privados. Para a sua construção os privados entraram com apenas um quarto dos 897 milhões de euros em que orçava o investimento. O restante foi garantido pelo Estado, através do Fundo de Coesão da União Europeia (36%), da cedência da receita das portagens da Ponte 25 de Abril (6,0%), e por um empréstimo do Banco Europeu de Investimentos (33%).

O verdadeiro investidor foi o Estado português, que assim garantiu a privados uma tença milionária ao longo de anos. Para piorar a situação, o Estado prolongou ainda a concessão por sete anos, provocando perdas que foram superiores a mil milhões, mais do que o valor da ponte. E muito mais ao longo de décadas… um poço sem fundo de prejuízos decorrentes de favorecimentos à Lusoponte. Aqui chegados, só há agora uma solução justa: a expropriação da Ponte Vasco da Gama, a CUSTO ZERO.

Nota: o negócio foi lançado pelo ex-ministro Ferreira do Amaral, que é o actual presidente da concessionária, a Lusoponte.

Paulo de Morais

Comentar este artigo

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *